Olá, pessoal, como vocês estão? Aqui estou eu, sentada no sofá, tomando um café e esperando (ansiosamente) alguma coisa que vai acontecer hoje. A situação é a seguinte: lá estava eu, tranquila, olhando a timeline do Twitter, quando, de repente, aparece esse tweet do a7x:  "04:15:13". Tem como não pirar? Não, não tem. Como se não fosse informação o bastante para uma noite só, o Zacky me vem com esse tweet: "make sure to tune in..." Não estou nem conseguindo dormir. Então resolvi fazer a resenha de O guia do mochileiro das galáxias. Bem, para começar, eu não tenho o livro (peguei emprestado com um garoto da minha sala), então eu não tirei foto nenhuma :( Mesmo assim eu vou falar dos aspectos gráficos, porque eu sou muito chata. Bem, as folhas são amareladas (aí sim!) e a diagramação é ótima. A capa é super linda (amei o "NÃO ENTRE EM PÂNICO"!) e tem tudo a ver com o livro


Sinopse:

Arthur Dent tem sua casa e seu planeta (sim, a Terra) destruídos em um mesmo dia, e parte pela galáxia com seu amigo Ford, que acaba de revelar que na verdade nasceu em um pequeno planeta perto de Betelgeuse. 

Bem, eu devo dizer que esse livro realmente me surpreendeu. Digamos que eu não botava fé na história... mas, gente, esse livro é super legal! O mais legal é que é um livro muito louco. A história tem tantas reviravoltas que chega uma hora que você para de tentar adivinhar o que vai acontecer. É tudo muito improvável, muito mesmo. Além de tudo, O guia do mochileiro das galáxias é um livro muito engraçado, pelo menos eu achei. Ah, tem muita gente que diz "eu não vou ler esse livro, tem que ser nerd para entender essas coisas", mas nem é assim. Tá bom que tem várias coisas que eu não entendi, mas nada que prejudicasse a história do livro. Tem mais um detalhe: se você observar direitinho, o livro é super crítico, muito mesmo. Bem, dá pra ver que eu super recomendo esse livro, né?


Bem, vou lá. Beijinhos! 
Giov